sábado, 18 de julho de 2009

Plantão de Notícias 11h

* A equipe do DETRAN encarregada dos exames médicos e psicotécnicos, para quem deseja adquirir ou renovar a carteira nacional de habilitação (CNH), estará na Central do Cidadão de Caraúbas no próximo dia 23, a partir das 11h da manhã.

Mais informações, no Box do DETRAN na Central do Cidadão.

As informações são de Leysson Carlos do Caraúbas Hot News.
*O Ministério da Educação proibiu a compra de refrigerantes, refrescos artificiais e bebidas com baixo valor nutricional para a merenda escolar.
Ontem, dia 17, foi publicada no Diário Oficial a norma que regula o uso do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae). É com o dinheiro desse fundo que estados e municípios compram a merenda.
Pela resolução, a compra de enlatados, doces e alimentos com alto teor de sódio fica limitada a até 30% do valor repassado. Estados e municípios terão até janeiro de 2010 para se adequar às novas regras.

*Garrafões de água com mais de três anos de uso devem ser substituídos por oferecem risco à saúde.
Os garrafões de água mineral podem ter, no máximo, três anos de uso, após esse período perdem a validade e devem ser substituídos. A determinação é do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM).
A lei entra em vigor a partir de 23 de setembro, quando completa o prazo de um ano de adaptação dos produtos pelos fabricantes.
A representante da Vigilância Sanitária do RN, Maria Célia Barbosa, acrescentou que o limite de validade de três anos deve ser imposto porque os processos de lavagem e higienização tiram a proteção, provocando ranhuras e rachaduras. "O consumidor corre o risco desses materiais contaminarem o garrafão, quando o recipiente é reaproveitado por muito tempo.
As empresas de água mineral serão fiscalizadas pelo DNPM, Vigilância Sanitária e Sindicato das Indústrias de Cervejas, Refrigerantes, Águas Minerais e Bebidas em Geral no RN (Sicramirn) e caso não atendam à nova determinação vão ser advertidas para retirar dos produtos do comércio, sob pena de pesadas multas para quem não respeitar as normas.

*O Instituto Butantan, de São Paulo, ainda não recebeu da Organização Mundial de Saúde (OMS) a fórmula da vacina contra a gripe suína, prevista para ser enviada no início do mês, o que torna inviável a produção no país do imunizante contra o vírus da gripe A (H1N1) ainda este ano.
Sem condições de iniciar a produção a tempo, até o fim deste ano o Brasil terá de combater a doença com vacinas importadas.
O Butantan é o único laboratório na América Latina onde são fabricadas vacinas contra a gripe comum e também será o local de onde sairá a vacina contra a gripe A.
É a OMS que determina quais as variedades de vacinas contra gripe serão produzidas no mundo todos os anos. No caso da gripe A, depois de monitorar os subtipos do vírus que circulam no planeta, a organização envia uma espécie de "receita" da vacina para cada país. No caso do Brasil, essa fórmula já deveria ter chegado.
*Busca por crédito volta a crescer e dá sinais de recuperação em meio à crise. Os detalhes dessa matéria você ouve agora com a repórter da Agência do Rádio Leilane Alves.
Clique e confira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário