quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Plantão de Notícias das 09h


Prefeito é cassado e terá que pagar multa

O prefeito da cidade de João Câmara, Ariosvaldo Targino de Araújo, foi julgado e cassado nesta terça-feira (15), na Vara Cível da cidade. A acusação que recai sobre o político é de improbidade administrativa. O réu tem 15 dias para recorrer da decisão e, por enquanto, permanece no cargo.
_____________________________________________________

Wilma conversa com Ministro sobre expansão da Ufersa para Pau dos Ferros e Caraúbas

Não será por falta de articulação política que os campi da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA) deixarão de ser instalados em Caraúbas e Pau dos Ferros logo no próximo ano. O reitor Josivan Barbosa aproveitou a permanência da governadora Wilma de Faria durante o final de semana em Mossoró, Baraúna e Pau dos Ferros para convidá-la a fazer parte do bloco que luta pela expansão do ensino superior no interior do Rio Grande do Norte.
_______________________________________________________

Colisão entre duas motos deixa um morto e outro ferido na BR 405

Uma colisão tranversal entre duas motos deixou um motoqueiro morto e outro gravemente ferido na manhã de ontem, na BR-405, em Apodi. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o acidente aconteceu por volta das 5h30. A CG Titan de placas MXP 3629 conduzida por Antônio Paulino de Carvalho, de 57 anos, colidiu com a Honda Biz pilotada por Gessione Pereira de Medeiros, de 24 anos. Com o impacto da colisão, Antônio morreu ainda no local, antes da chegada do socorro médico, enquanto Gessione foi levado em estado grave ao hospital.
________________________________________________________

Garibaldi diz que escândalo do DEM não prejudicará Rosalba

O senador Garibaldi Alves Filho (PMDB) acredita que o escândalo do mensalão do DEM em Brasília não prejudicará a candidatura ao governo da senadora Rosalba Ciarlini. “Não acredito em prejuízo eleitoral aqui no RN. O escândalo vai ficar restrito ao Distrito Federal”, opinou. A declaração foi dada durante a entrevista que o peemedebista concedeu, nesta segunda-feira (14), ao Jornal 96.
_________________________________________________________

A censura chegou ao próprio STF

Trata-se de uma história que começou em abril quando a Corte julgou um pedido do deputado Miro Teixeira, para que se declarasse inconstitucional a Lei de Imprensa da ditadura. A ação foi relatada pelo ministro Carlos Ayres Britto, que votou pela absoluta procedência do pedido. Cinco ministros acompanharam integralmente seu voto e um (Marco Aurélio Mello) votou contra o relatório.

Nenhum comentário:

Postar um comentário