sexta-feira, 26 de março de 2010

Plantão de Notícias das 11h

Garibaldi Filho diz que uma candidatura própria do PMDB o faria desistir de apoiar Rosalba

O PMDB não descarta a possibilidade de uma candidatura própria ao Governo do Estado. O assunto é tido como solução para resolver o impasse que envolve os líderes da legenda. Em entrevista à 96 FM de Natal, o senador Garibaldi Filho colocou essa hipótese como a única que poderá fazê-lo deixar o palanque da senadora Rosalba Ciarlini (DEM) na disputa pelo Governo do Estado.
_______________________________________________

Presidente Lula ironiza multa imposta pelo TSE

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva prometeu ontem que ainda inaugurará obras em todo o Brasil até o final de seu mandato, e ainda brincou com a multa que levou do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) por fazer propaganda eleitoral antecipada. Na semana passada, o ministro do TSE Joelson Dias determinou a aplicação de multa de R$ 5.000 ao presidente Lula por propaganda eleitoral antecipada. A propaganda teria ocorrido na inauguração de obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) de Manguinhos e Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro, em maio do ano passado.
________________________________________________

Presidente da Câmara do DF confirma eleição

O presidente interino da Câmara Legislativa do Distrito Federal, Cabo Patrício (PT), afirmou ontem que está mantido o ato editado pela Mesa Diretora que estabeleceu os prazos para a realização da eleição indireta que vai escolher o novo comando do governo local no dia 17 de abril. O petista negou que a Mesa Diretora tenha "atropelado" o processo ao editar as regras antes de votar, em segundo turno, uma emenda à Lei Orgânica do Distrito Federal adequando o texto ao que estabelece Constituição Federal em caso de vacância de governador e vice-governador nos últimos dois anos de governo.
________________________________________________

Rogério Marinho propõe que trabalhadores usem FGTS para financiar educação dos filhos

O deputado federal Rogério Marinho (PSDB) ingressou com projeto de lei na Câmara Federal que visa utilizar o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para pagamento da educação de filhos ou dependentes. "A educação é o maior bem que uma cidadã ou cidadão pode deixar para os seus filhos, e o Brasil persegue há muito tempo educação de qualidade. É um desafio que vai demorar ainda algumas décadas para ser realizado, a seguirmos ao ritmo atual" argumentou o deputado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário