sexta-feira, 16 de julho de 2010

Plantão de Notícias das 10h

Oposição quer informações da Fazenda

Para tucanos, quebra de sigilo de Eduardo Jorge serviu à campanha de Dilma. A oposição protocolou requerimento na Câmara dos Deputados pedindo informações ao ministro da Fazenda, Guido Mantega, sobre a quebra de sigilo fiscal do vice-presidente do PSDB, Eduardo Jorge. Segundo a oposição, a violação de sigilo teria sido feita a serviço do "grupo de inteligência" da campanha de Dilma Rousseff.
________________________________________________

Furtada obra de Portinari avaliada em R$ 1,2 milhão

O quadro "Enterro", do pintor Cândido Portinari, foi furtado do Museu de Arte Contemporânea de Pernambuco, que funciona em um prédio secular de Olinda, cidade vizinha a Recife. A obra de arte desapareceu quarta-feira, mas somente ontem o furto foi confirmado pela Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), que administra o museu.
__________________________________________________

Suspensa distribuição de cartilhas com discurso de Dilma

O Palácio do Planalto mandou nesta quinta-feira, 15, a Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres interromper a distribuição do kit com cartilhas, livros e cartazes que pede voto para mulheres e inclui um discurso de seis páginas da candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff. A decisão foi tomada após conversas entre o Advogado-Geral da União, Luís Inácio Adams, o departamento jurídico da campanha de Dilma e integrantes da Casa Civil.
___________________________________________________

Areia Branca se despede do médico e ex-vereador que prestou serviços à população por meio século

Faleceu ontem, 15, por volta das 10h30, no Hospital Wilson Rosado, em Mossoró, o médico aposentado Wilon Alves Cabral, 86 anos. Desde a semana passada ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) daquela unidade hospitalar, depois de sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC). O falecido médico exerceu a atividade ao longo de 57 anos, tendo sido diretor do Hospital/Maternidade Sara Kubitschek, professor do município e perito do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).
_____________________________________________________

Nova lei do divórcio não muda rotina nos cartórios

A nova lei do divórcio não vai alterar as atividades dos cartórios de Mossoró. Pelo menos é o que garante Alcir Almeida, diretor da secretaria da 1ª Vara da Família. Na opinião do diretor, a Emenda Constitucional 66, que põe fim à separação prévia na justiça, acelera o processo apenas em alguns casos, "mais simples e mais raros". Almeida acredita que, mesmo com a nova lei, o número de separações na cidade vai permanecer praticamente inalterado. Para ele, a manutenção de pré-requisitos e o perfil do cidadão mossoroense evitarão uma mudança drástica a curto prazo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário