quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Plantão das 09h

1.) Comércio reduz ritmo no Rio Grande do Norte, mostra IBGE

O volume de vendas do comércio varejista do Rio Grande do Norte cresceu 3,1% em julho em relação ao mesmo mês de 2008, segundo a última edição da Pesquisa Mensal do Comércio do IBGE. Esse resultado se refere a áreas como alimentos, vestuário, calçados e combustíveis.


-------------------------------------------------------------------------------------------------

2.) Governo concede R$ 5 milhões para projetos de pesquisa científica no RN



Com a presença da governadora Wilma de Faria, a Fapern realiza, na próxima quinta (17), solenidade de concessão de apoio financeiro à pesquisa científica de empresas e pesquisadores. São 100 projetos, selecionados em seis editais públicos, que receberão cerca de R$ 5 milhões.

-------------------------------------------------------------------------------------------------

3.) ZPE do Sertão é elogiada pelos prefeitos

União é a palavra chave para definir o sentimento da reunião da ZPE do Sertão na manhã desta terça-feira (15) em Assú. Partidos a parte, quinze prefeitos se juntaram para conhecer e apresentar as demandas de seus municípios, numa aliança elogiada por todos.

O líder do projeto e prefeito de Assú, Ivan Júnior, destacou a importância do projeto e da presença dos prefeitos. “A união desses prefeitos em torno de um só projeto dá força política e amplia a possibilidade de aprovação mais rápida”, frisa.

-------------------------------------------------------------------------------------------------

4.) Mudanças que preveem juros menores para o Fies são aprovadas pela Câmara


A Câmara dos Deputados na noite desta terça-feira (15) projeto de lei que muda as regras do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies). A proposta de autoria do deputado Gilmar Machado (PT-MG) objetiva a ampliação do número de estudantes a serem atendidos pelo fundo.

O projeto que segue à apreciação do Senado foi aprovado na forma de substitutivo apresentado pelo relator deputado Reginaldo Lopes (PT-MG).
-------------------------------------------------------------------------------------------------
5.) Mundo avança mais que o Brasil em capacidade eólica, diz pesquisador

O Brasil subiu poucas posições no ranking mundial de capacidade eólica instalada desde 2007. Hoje, a liderança é exercida pelos Estados Unidos, que apresenta 25 mil megawatts (MW) instalados, superando a Alemanha, a primeira no ranking anterior, com 22.247 MW. Naquele ano, o Brasil ocupava a 25ª classificação, com capacidade eólica instalada de 247 MW.

Segundo informou à Agência Brasil o engenheiro elétrico Antonio Leite de Sá, coordenador do projeto do novo Atlas Eólico Nacional, embora o Brasil tenha subido três a quatro pontos na escala, “não foi muita coisa, porque o mundo está andando muito mais rápido do que nós”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário