quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Plantão das 10h

1.) Machadão e Machadinho terão um fim sustentável

Os destroços do Ginásio Machadinho e Estádio Machadão serão utilizados como matéria-prima para um asfalto ecológico. De acordo com o secretário de Meio Ambiente, Kalazans Bezerra, o produto renderá mais de 10 Km de base de sustentação do pavimento de ruas secundárias.

A prefeitura, por meio das Secretarias Municipais de Obras Públicas e Infra-estrutura (Semopi) e de Serviços Urbanos (Semsur) visa também tornar Natal uma referência no país como cidade sustentável.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------
2.) Petro-sal: nome escolhido pela União já existia no RN

O governo federal está analisando a possibilidade de mudar a sigla da estatal gestora da exploração do petróleo na camada pré-sal. Segundo informações da Agência Estado, a Petro-sal já existe: é uma empresa fornecedora de peças para sondas e equipamentos de salinas no Rio Grande do Norte. O ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, está analisando o que deve ser feito do ponto de vista jurídico, mas já apelou: "Ou alteramos (a sigla), há tempo para isso, ou, quem sabe, ela (empresa) patrioticamente abrirá mão da sigla que detém e passaremos a usá-la", afirmou. Petro-sal é a sigla que identifica a Empresa Brasileira de Administração de Petróleo e Gás Natural S/A.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------
3.)Unidade Potiguar: saldo positivo nos últimos encontros

O encontro entre os membros da Unidade Potiguar com o vice-governador Iberê Ferreira, que contou também com a participação da governadora Wilma de Faria e do deputado estadual Wober Júnior (PPS), pôs panos quentes na insatisfação dos pré-candidatos ao Governo João Maia (PR) e Robinson Faria (PP) com o suposto privilégio da governadora à candidatura de Iberê em 2010. Agora, todos garantem a união e aguardam, ainda, o ingresso do senador Garibaldi Filho.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------
4.)Rosalba e Agripino pressionam Planalto a liberar compensação às prefeituras

O líder do Democratas, senador José Agripino anunciou nesta quarta-feira (16) que a oposição vai obstruir as votações em Plenário a partir da próxima semana se o governo não editar uma medida provisória até sexta-feira (18) liberando mais recursos para compensar os municípios pelas perdas decorrentes da crise financeira internacional. Já a senadora Rosalba Ciarlini (DEM) manifestou seu apoio à decisão de 48 prefeitos do Rio Grande do Norte de "fechar as portas das prefeituras" por causa da falta de dinheiro e das dificuldades financeiras enfrentadas.

José Agripino disse que o governo prometeu compensar as prefeituras pelas perdas na arrecadação que foram provocadas diretamente pela crise e pelas medidas adotadas para contorná-la, como a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------
5.)Brasil tem taxa de mortes em acidentes aéreos maior que a média mundial

O Brasil tem uma taxa de acidentes aéreos com mortes quatro vezes maior que a média mundial, de acordo com o relatório divulgado hoje (16) pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). O dado mais atual, de 2008, mostra que o índice de fatalidade em acidentes na aviação regular do país foi de 1,76 para cada 1 milhão de voos. A média mundial é de 0,4 acidentes para cada 1 milhão de voos.

Os dados incluem os dois maiores acidentes da aviação civil brasileira, com as aeronaves da Gol, em 2006, e da TAM, em 2007, que mataram mais de 300 pessoas.



Nenhum comentário:

Postar um comentário