sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Plantão de Notícias das 10h


1. ONS já estuda rotas alternativas de energia

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) já está estudando a adoção de uma rota alternativa da energia vinda da usina de Itaipu para os estados do Rio de Janeiro e São Paulo, que foram os mais afetados com o blecaute da última terça-feira. A informação foi dada por uma fonte técnica do setor ao explicar que os dois estados foram os mais prejudicados por consumirem um elevado volume de energia fornecida por Itaipu.
-------------------------------------------------------------------------

2. PF lança ferramenta de combate à pedofilia na internet

A partir de hoje (12), o cidadão tem uma nova ferramenta para combater a pedofilia na internet. A Polícia Federal (PF), em parceria com a SaferNet Brasil, lançou um formulário online para tornar mais rápido o recebimento de denúncias de pornografia infantil, além de crimes raciais, preconceitos contra minorias e incentivo ao genocídio, praticadas por meio da internet.
--------------------------------------------------------------------------

3. MEC seleciona professores para corrigir redação do Enem

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), autarquia do Ministério da Educação (MEC), está cadastrando professores de língua portuguesa para corrigir as redações do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os interessados devem se inscrever até as 23h59 do próximo domingo (15), no site do Inep.
---------------------------------------------------------------------------

4. Revisão do eleitorado em seis cidades do RN irá começar em dezembro

Em sessão realizada na última terça (10), a Corte do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte aprovou a resolução n.º 27 do TRE-RN, que regulamenta a revisão do eleitorado com coleta dos dados biométricos dos municípios de Alexandria, João Dias, Pilões, Caraúbas, Macau e Guamaré.
-------------------------------------------------------------------------------

5. Governo deixou de investir R$ 20 bi em infraestrutura

Além de ter uma verba limitada para obras, o governo federal não tem conseguido gastar nem o dinheiro que já tem garantido no orçamento. Quanto mais eleva o volume de investimentos para os setores de infraestrutura, mais dinheiro sobra nos caixas dos ministérios sem chegar ao destino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário