segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Plantão de Notícias das 10h

1. Novas reduções de IPI provocarão impacto de R$ 2,2 bilhões nos cofres públicos

Se também for levada em conta a diminuição de impostos para os produtos da linha branca (fogões, geladeiras, máquinas de lavar e tanquinhos), o impacto chega a R$ 2,32 bilhões nos próximos sete meses. Desse total, R$ 1,77 bilhão corresponde ao que o governo deixará de arrecadar em 2010, caso não haja novas desonerações.
_______________________________________________________

2. Agendamento do Simples termina nesta segunda-feira

Termina nesta segunda-feira, 30 de novembro, o prazo para agendar a opção pelo regime de tributação Simples Nacional, que permite ao empresário reduzir custos com tributos e com a burocracia. Quem perder o prazo poderá solicitar a inscrição apenas no mês de janeiro. Entretanto, essa situação só é recomendada para as pessoas jurídicas que não tenham cadastro de débitos com a Receita Federal ou com a Procuradoria da Fazenda Nacional (PGFN).
_______________________________________________________

3. Estudante morre após anestesia para fazer tatuagem

Uma estudante de 16 anos morreu após ter um mal súbito em estúdio de tatuagem em Osasco, na Grande São Paulo. Segundo a SSP (Secretaria de Segurança Pública) a estudante morreu de parada cardiorrespiratória às 17h da última sexta-feira (27). A morte foi divulgada neste domingo pela SSP.
_______________________________________________________

4. Soldado é encontrado ferido e desacordado dentro de quartel

O Exército está investigando uma suspeita de agressão sofrida ontem (28) por um soldado da escola da Brigada Paraquedista, na Vila Militar, no Rio de Janeiro. Segundo uma nota divulgada pelo Comando Militar do Leste, o soldado Alan Cardec dos Santos Caires foi encontrado em seu posto, caído e desacordado.
_______________________________________________________

5. Brasil não vai reconhecer eleições em Honduras, reafirma Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva reafirmou que o Brasil não vai reconhecer o resultado das eleições realizadas em Honduras nesse domingo (29). Ao chegar para a 19ª Cúpula Ibero-Americana, na cidade de Estoril, o presidente disse que o país não voltará atrás e ressaltou que legitimar o resultado eleitoral hondurenho pode abrir um grave precedente na América Latina. “O Brasil não tem porque repensar a questão de Honduras. É importante ficar claro que a gente precisa, de vez em quando, firmar convicção sobre as coisas, porque isso serve de alerta para outros aventureiros”, disse o presidente.
_______________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário