segunda-feira, 19 de abril de 2010

Plantão de Notícias das 15h

Mossoró puxa exportações do RN para baixo

A força econômica de Mossoró para o Estado do Rio Grande do Norte é indiscutível. Mas, atualmente, quando o assunto é exportações, o RN estaria em situação bem mais interessante se não contasse com o seu segundo maior município. Motivo são as seguidas quedas nas divisas de Mossoró, especialmente em produtos como melão e sal, que já fazem parte da história econômica da cidade. No primeiro trimestre de 2010 (jan/fev/mar), Mossoró perdeu quase 7 milhões de dólares (US$ 6.973.633) em exportações em relação ao mesmo período do ano passado.
__________________________________________________

Governo investiga suposta fraude nas verbas do Turismo

Políticos estão fazendo, literalmente, a festa com dinheiro público. Associam-se a ONGs para conseguir recursos do Ministério do Turismo e realizar eventos festivos, num esquema que muitas vezes envolve fraudes e tira proveito de falhas de fiscalização do governo federal. A Polícia Federal e a Controladoria-Geral da União investigam corretagem de emendas parlamentares, pagamento de propina a quem libera a verba e uso de notas frias. O esquema é similar ao conhecido como a máfia dos sanguessugas, que eclodiu em 2006 e consistia no superfaturamento de ambulâncias compradas com recursos provenientes de emendas apresentadas pelos congressistas ao Orçamento da União.
____________________________________________________

Ministério quer cortar ao menos metade dos gastos com eventos

O Ministério do Turismo pretende reduzir a menos da metade os gastos com festas, turbinadas em quantidade e valor por emendas parlamentares apresentadas no Orçamento da União deste ano. A decisão foi tomada diante da dificuldade da pasta em analisar todos os projetos e as prestações de contas. Além disso, segundo o órgão, não seria adequado gastar tanto com festas e eventos em ano de eleição.
_____________________________________________________

Deputados e entidades negam irregularidades

Deputados que destinaram mais recursos públicos negam irregularidade nos repasses para as festas e afirmam que nunca receberam propostas indecorosas. As entidades que mais receberam recursos informam que seguem a legislação ao elaborar e executar os projetos. Sandro Mabel diz que escolhe entidades pela "capacidade operacional" e que não interferiu na escolha da empresa do filho do tesoureiro do PR para fazer rodeios.
______________________________________________________

Militâncias petista e tucana travam guerra na internet

A lei determina que a campanha eleitoral na internet comece somente após 5 de julho. Mas para uma legião de militantes a caça aos votos já começou no mundo virtual, e com "linha editorial" bem definida: a tentativa de desqualificar o adversário. Diferentemente dos sites oficiais, que procuram ressaltar apenas propostas, entrevistas e realizações do pré-candidato preferido, a "infantaria virtual" investe contra o algoz com manipulações de imagem, ofensas, acusações sem provas e exploração de escorregões, tudo hospedado em sites e blogs ou distribuído via e-mail e comunidades virtuais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário